Ubud, a cidade balinesa dos artistas e dos macaquinhos danados

July 29, 2019

Quando se conhece um lugar incrível como Uluwatu, fica difícil imaginar praias e falésias tão belas. Ainda não leu meu post sobre “Ulu”? Depois dá uma olhadinha na última postagem, pois vale muito a pena.

 

 

Após conhecer dois templos maravilhosos, um localizado na capital Denpasar e o outro na regência de Badung, onde morava, continuei a minha aventura através da ilha, para desvendar seus outros encantos. Mas isso só aconteceu após um grande planejamento. Como já disse em outro post, eu sou virginiano. Viajar sem planejar, nem pensar!

 

Bicicleta revisada e lavada, garrafinhas de água e isotônico, barrinhas de cereais, playlist digital, kit de ferramentas, kit de primeiros socorros, filtro solar, câmara de pneu, capa de chuva, câmera fotográfica, celular e tablet com mapa da ilha baixado e o caminho roteirizado. Ufa! Também não esqueci os milhões de rupias na carteira. Calma! Para você ter uma ideia duas mil rúpias equivalem apenas a cinquenta centavos de real. Então ser milionário em Bali não significa o mesmo que ser milionário no Brasil.

 

 

Acordei bem cedinho para aproveitar a brisa da manhã. Tomei meu café reforçado e sai por volta das 5 horas da matina. Tudo ainda estava escuro e tive de acender o farol da bicicleta. Pedalar em Bali nesse horário da manhã é uma maravilha! Sem calor, sem trânsito. Me planejei para fazer paradas a cada vinte quilômetros percorridos. Meu destino agora renderia um pedal de quase 80 km, com subida. Nunca tinha pedalado uma distância tão grande. Nem mesmo nos bons passeios que fiz com meus queridos amigos do Pro Aventura, no Brasil.

 

Ubud fica localizada na regência de Gianyar. Essa região ficou muito conhecida após o filme “Comer, rezar e amar” com a Julia Roberts. Para chegar lá é preciso ir em direção ao centro da ilha, passando pelas altas montanhas. Nessa área existem mais florestas que nas demais regiões litorâneas da ilha. Seguindo essa rota também encontramos os famosos campos de arroz de Bali, um sistema de plantio e irrigação conhecido como “Subak”.

 

Além de lindo o “Subak” é feito conforme rituais milenares, intrinsecamente ligados à religião e à filosofia local, também chamada de “Tri Hita Karana Philosophy”. Para os balineses é preciso cultivar o arroz criando uma relação de harmonia com os deuses, com o solo e com as outras pessoas. Por conta dessa forma peculiar de cultivo esses campos receberam o reconhecimento da UNESCO como patrimônio mundial da humanidade.

 

 

Nem é preciso falar que passei por vários lugares incríveis até chegar ao meu destino a “Monkey forest”. Pequenas ruas estreitas beirando os maravilhosos campos de arroz, intercalados com uma mata nativa com árvores gigantescas e muito imponentes, tamanha a sua beleza. Pedalar por um caminho assim tem como maior dificuldade evitar parar toda hora para tirar fotos.

 

A “Mokey forest” é um ponto turístico dos mais visitados em Bali. É um santuário para os macaquinhos. Antes de entrar os turistas recebem algumas orientações de como se portarem na presença dos “donos do local”, como ter cuidado com os óculos, brincos, máquinas e outros objetos que chamem a atenção dos macaquinhos. Também é avisado para não encarar os bichinhos olhando direto nos olhos deles, pois eles podem ficar brabos. Alguns vendedores de bananas podem ser encontrados por aqueles que quiserem uma experiência mais próxima dos animais.

 

 

Dentro do parque encontrei o templo Pura Dalem Agung Padangtegal, o grande templo dos mortos. É bem bonito e fica repleto de macaquinhos. Tirei algumas fotos dei umas voltas pelo local e fui me preparando para a longa viagem de volta. No caminho dei de cara com a Kerri Walsh, a jogadora de vôlei de praia americana, tri campeã olímpica e mundial. Acho que só eu reconheci ela. Os balineses não são muito chegados ao vôlei de praia, eu acho.

 

 

A volta pra casa foi tranquila, apesar do forte sol. Cheguei bem cansado, mas foi uma maravilha de passeio!

 

Quer saber mais sobre Ubud e sobre viagens de bicicleta? Então deixa uma pergunta nesse post!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle